Iluminação

A iluminação é um importante tópico de computação gráfica, pois é imprescindível para o realismo na cena. Há siversos modelos de iluminação (tonalização) existente como Oren-Nayar, Phong, etc., que serão contemplados futuramente aqui. Por enquanto será abordado como é realizada a iluminação presente no antigo pipeline fixo da GPU, ou seja, envolvendo o modelo de tonalização de Gouraud cujos componentes são o Ambiente, o difuso e o Especular de Phong.

O que são cada um dos componentes do modelo de iluminação?

São parâmetros que determinam como a iluminação será calculada. O modelo básico de iluminação que estamos apresentando tem três componentes:

Componente Ambiente
Responsável pela iluminação já presente no ambiente. A intensidade constante da luz que atinge cada objeto direta ou indiretamente.
Componente difuso
Responsável pela intensidade da cor do objeto relativo ao ângulo que a luz bate no objeto
Componente especular
Responsável por representar locais de um objeto onde a luz se concentra criando um brilho de maior intensidade.

Cálculo do modelo de iluminação básico

Dado simplesmente pela soma dos três componentes: A + D + S, onde A significa componente Ambiente, D componente difuso, e S componente especular.

O cálculo de cada um destes componentes é dado da seguinte forma:

A = LA * MA
D = LD * MD * (L . N)
S = LS * MS * (N . H)ES

Onde L significa a luz e M o material do objeto. Tanto a luz quanto o material tem seus próprios componentes difuso, especular e ambiente. Tais componentes são representados pelas APIs gráficas na forma de vetores RGB onde cada posição representa o quanto daquele componente é refletido

Código

Segue o código deste modelo de iluminação.

(copiar o código de algum lugar e citar as fontes )

Links

(Pôr links)

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-Share Alike 2.5 License.